Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Que frio! Boas Festas !

 

 

 

AP Photo/ Roberto Pfeil

 http://news.yahoo.com/

 

Natal! Na Alemanha fazem-se mercados de Natal ao ar livre. Aí as pessoas vão comprar todas as gulodices características desta época do ano. Mas também em outros países do norte europeu. Bélgica, França, Luxemburgo, se realizam mercadinhos de Natal.

 

As pessoas aproveitam para conviver com amigos, falar com pessoas que até nem conhecem! Digamos que é um centro de convívio muito interessante em pleno centro das cidades.

 

Na primeira fotografia podem ver-se duas meninas, vestidas a rigor, isto é de anjos de Natal, a comprar gulosiemas! Na segunda, mais abaixo, bombons natalícios!  

 

São tradições muito originais ! Tradições que se têm perdido em Portugal...

 

 

 

AP Photo/Michael Sohn

 news.yahoo.com/

 

Bom, continua muiiiito frio! Brrrr!!

 

Nada melhor do que ficar em casa, confortavelmente, fruindo da companhia dos pais e avós, saboreando um chocolate bem quentinho e vendo alguns filmes divertidos, alusivos ao Natal.

 

 

 

 

 

Aqui deixo mais um do nosso amigo Sherek! Sherek & the Halls! Pelo trailer, parece bem divertido.

 

 

http://ecx.images-amazon.com/

 

 

Boa pausa lectiva!

 

A Professora GSouto

 

27.12.2008

 

 Licença Creative Commons

Escrita criativa : Conto de Natal

 

 

 

 

- Ai meu Deus, tenho tantos pedidos! Estou a entrar em stresse! - exclamou o Pai Natal.

 

 - Como é que eu vou entregar tantas prendas numa só noite? - falava de si para si.

 

 

 

 

Era véspera de Natal e o Pai Natal acabara de ler todas as cartas. Começou  então a pôr as prendas dentro do seu enorme saco.

 

 - Este ano tenho imensos presentes para entregar! Desiludo as crianças se não os entregar a tempo! - lamentava-se.

 

- Vem comer as tuas bolachas preferidas, querido! Estão deliciosas! Fi-las para ti! - chamou a Mãe Natal, espreitando pela janela da cozinha.

 

O Pai Natal lá foi, pensando no seu problema. Hum! Cheirava tão bem!

 

Deu a primeira trinca numa saboríssima bolacha... e teve uma ideia!

 

- Já sei! Vou procurar uma rena e ofereço-lhe um emprego. Assim, o trenó pode andar mais depressa. - exclamou em voz alta o Pai Natal, todo contente.

 

A Mãe Natal sorriu. Era tão bonito o brilho dos olhos do Pai Natal!

 

Quando  terminou a sua refeição ligeira, foi procurar a rena mais apropriada para essa tarefa. Por fim, decidiu-se por uma que tinha um ar muito doce!

 

 

 

Fotografias: Bob Stronger/ Reuters 2006

news.yahoo.com/

 

À meia noite em ponto, o Pai Natal, com a sua ajudante rena,  voava pelos céus, cantarolando:

 

-Oh! Oh! Oh! Feliz Natal!

 

Leonor Carneiro, conto, Uma Rena Especial

11 anos, aluna 6G

 

©texto original

 

Proibida a reprodução de textos originais de alunos

 

 

 

 

A Professora GiSouto

 

23.12.2008

 

Licença Creative Commons

 

A mais bela época do ano!

 

 

 

 http://2.bp.blogspot.com/

 

 Bom, as férias começaram hoje para todos vós! Houve festa, alegria, muita animação nas salas de aulas e nos corredores.

 

Mas também houve lágrimas... muitas lágrimas para alguns.

 

É a pensar nessas amiguinhas e amiguinhos que aqui deixo este vídeo tão fofo!

 

 

 

 

 Eu sei! Eu sei! Não adianta nada dizer...

 

- Estudem!

- Não se brinca nas aulas!

- Olhem que depois vão chorar...

 

...só quando as notas chegam é que o mundo cai! E desabam com tanta força que as vossas lágrimas são como gotas de orvalho nestas manhãs frias de Dezembro. Grossas, imensas, molhadas. E eu fico sem saber o que dizer!

 

Mas lembrem-se! Agora estão quentinhos nas vossas casas. Lembrem-se que aquele frio horrível que passamos todas as manhãs nas salas de aula quase glaciares está de lado por alguns dias. 

 

Menos para mim... a Professora vai continuar por lá, nessas salas gélidas, até à próxima semana, quase até à véspera da noite de Natal. Imagine-se! 

 

Pronto! Já chega de lamúrias. Agora divirtam-se!

 

É Natal, a época mais doce do ano. A mais sensível e a mais bela porque é no Natal que muitos sonhos se realizam como que por magia, não é mesmo?!

 

A Professora GSouto

 

18.12.2008

 

 Licença Creative Commons

 

Manoel de Oliveira... 100 anos!

 

 

 
 
 Manoel de Oliveira
 
 


 

Manoel de Oliveira

 
 
Quer se goste ou não da sua arte, Manoel de Oliveira é um conceituado cineasta português nas comunidades intelectuais mundiais, ligadas à arte cinematográfica e não só.
 
Pois bem! Manoel de Oliveira acaba de celebrar o seu 100º aniversário... a filmar! Já imaginaram?
 
 
Este nome não deve dizer nada à maioria dos meus jovens alunos. Mas Manoel de Oliveira é uma das mais importantes personalidades contemporâneas portuguesas.
 
E os jovens devem conhecer os valores do seu país. Para mais nascido na sua cidade, o Porto.
 
Manoel de Oliveira nasceu no Porto, em 1908, no seio de uma família da alta burguesia nortenha, com origens na pequena fidalguia.
 
 

"Manuel de Oliveira é internacionalmente reconhecido há muito tempo. Penso que é um dos maiores cineastas do século XX. Ele ajudou a projectar Portugal no Mundo, a dar a conhecer a nossa cultura, a nossa história, as nossas gentes."

 

Presidente da República Portuguesa

 

 

Manoel de Oliveira, 2008

 

http://www.festicinehuelva.com/

 

Além de diversos prémios e distinções cinematográficas, no plano oficial, Manoel de Oliveira recebeu em 1982 a Comenda da Ordem de Mérito da República Italiana e, no ano seguinte, foi condecorado Comendador da Ordem de Artes e letras de França.

 

 
Em 1989, recebeu a Comenda da Ordem do Infante D. Henrique e em 1997 foi distinguido como Grande Oficial de Mérito pela República e do Governo Francês. 
 
 
Recebeu no dia 11 de Dezembro de 2008 a Grã -Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique.
 
 
in Público
 
 
É fabuloso ver uma pessoa de 100 anos, a trabalhar, mostrando a sua arte e criatividade. E saber como está  bem consciente, e crítico do seu próprio mérito.
 
 
"Estou muito sensibilizado e emocionado. Não sei se mereço isto. Suponho que não, até porque não é mérito próprio chegar à idade que cheguei. São caprichos da natureza, mas é agradável!"

 

Manoel de Oliveira

 

manoeldeoliveira-angelique.jpg

 

http://www.imdb.com/

 

Terminado mais  um filme Manoel de Oliveira manifestou vontade de rodar "O estranho caso de Angélica" recuperando um projecto dos anos 50, que o realizador gostaria de estrear em Maio de 2009, no Festival de Cannes, em França!

 

Público, (11.12.2008)

 

Sei que o cinema do cineasta será um pouco complexo para a vossa idade, mas ficam pelo menos a conhecer um pouco de um dos mais célebres e galardoados cinestas mundiais. Daqui por poucos anos, vão querer saber mais e ver até algum dos seus filmes.

 

 

A Professora GSouto

 

14.12.2008

 

 

 

 

Licença Creative Commons

Cidadania : 60 Anos Direitos Humanos

 

 

 créditos: Marcos Pereira

https://mapereira.wordpress.com/

 

Paris, 8 dez 2008 (AFP) - Há 60 anos, no dia 10 de dezembro de 1948, a Assembleia Geral das Nações Unidas adoptava em Paris a Declaração Universal dos Direitos Humanos, texto fundador que rege o direito internacional desde a Segunda Guerra Mundial, embora seus ideais nem sempre sejam praticados. 

 

Várias manifestações estão previstas para esta comemorativa, principalmente em França. Uma cerimónia será organizada no Palácio Chaillot, em Paris, onde o texto foi ratificado.

 

Estarão presentes representantes da ONU, da Comissão Europeia e de organizações de defesa dos direitos humanos.

 

Saber +

 

Inspirada na declaração francesa dos direitos humanos e do cidadão de 1789, e na declaração de Independência dos Estados Unidos de 1776, a Declaração Universal dos Direitos Humanos tem na sua origem o flagelo causado pela Segunda Guerra Mundial e pelo genocídio dos judeus.

 

"Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direito", proclama o primeiro artigo da Declaração, que em trinta artigos enumera os direitos humanos, civis, económicos, sociais e culturais "inalienáveis" e "indivisíveis".

 

O texto foi adoptado pelos então 58 Estados membros da Assembleia Geral da ONU, com excepção da União Soviética, dos países do Leste europeu, da Arábia Saudita e da África do Sul, que se abstiveram.

 (...)

 

As convenções internacionais para banir a discriminação contra as mulheres (1979), contra a tortura (1984) e pelos direitos das crianças (1990), são fruto da DUDH.

 

direitoshumanos.jpg

 

Ir + longe:

 

Em Portugal, dois acontecimentos para celebrar 60 Anos dos Direitos do Homem chamaram a minha atenção!

 

 

José Saramago

créditos: autor não idenficado

http://www.ochaplin.com/

 

O escritor José Saramago, afirmou hoje, em Lisboa, passados dez anos de receber o Nobel da Literatura, em Estocolmo, que o galardão "significou uma responsabilidade importante do ponto de vista cívico e político".

 

Lusa/Visão 

 08.12.2008

 

A Fundação de José Saramago vai oferecer nesta quarta-feira, por ocasião do 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, 200.000 cópias do texto, anunciou nesta segunda-feira o escritor português.

 

José Saramago, 86 anos, prémio Nobel de Literatura em 1998, decidiu distribuir o texto aos leitores de dois jornais portugueses.

 

"Esta declaração não está sendo respeitada. Ela existe, mas ninguém quer aplicá-la, nem os governos, nem as populações, que são difíceis de mobilizar pela defesa dos direitos humanos", lamentou o escritor durante um encontro com jornalistas.

 

AFP

 

bombeiros1.jpg

 

 Bombeiros Portugueses 

http://www.tvi24.iol.pt/

 

A Assembleia da República vai entregar quarta-feira aos bombeiros voluntários portugueses o Prémio Direitos Humanos 2008, assinalando o ano nacional do voluntariado nos bombeiro

 

 

 

 

Direitos Humanos - Voluntariado

http://img.photobucket.com/

 

 

Informação:  

 

Direitos Humanos: Artigo 29.º

 

O indivíduo tem deveres para com a comunidade, fora da qual não é possível o livre e pleno desenvolvimento da sua personalidade.

 

 

Eu escolhi o 29º artigo por o considerar muito importante  no desenvolvimento da vossa educação!

 

 

A comunidade escolar é o melhor ambiente de aprendizagem para os prinicipais artigos consignados nos Direitos Humanos! E o voluntariado um dos mais nobres valores.

 

A Professora GSouto

 

10.12.2008

 

Licença Creative Commons

.


Novo livro de J.K. Rowling

 

 

 

 

http://2.bp.blogspot.com/

 

JK Rowling, a autora da saga Harry Potter, acaba de editar um novo livro, The Tales of Beedle the Bard, com título em Português, Os Contos de Beedle, o Bardo.

 

Ora, a autora cedeu à Biblioteca Púlblica de Nova Iorque, uma das cópias em fac-simile, para divulgação. E a exposição tem sido um enorme êxito.

 

 

 

AP Photo/Diane Bondareff, Scholastic

http://www.odt.co.nz/

  

Na imagem podes ver uma das sete cópias de 'The Tales of Beedle the Bard' de JK Rowling exposta no dia 3 de Dezembro 2008, na Biblioteca Pública de Nova Iorque.

 

As 157 páginas do livro contêm várias pequenas histórias da série Harry Potter, escritas e ilustradas à mão pela autora. Estas sete cópias manuscritas foram emprestadas por JK Rowling à New York Public Library.

 

Cada livro é único! Manuscrito, ilustrado em papel vegetal, encadernado em couro marroquino castanho, cravejado com diferentes pedras semipreciosas.

 

Depois de concluir o último livro da série Harry Potter, J.K. Rowling queria dar um presente especial para as pessoas que tinham ficado mais estreitamente ligadas a Harry Potter. Assim, ela produziu sete exemplares individuais de um volume de contos de fadas bruxos chamado "Os Contos de Beedle, o Bardo".

 

 


 

REUTERS/Chip East (UNITED STATES) 

http://uk.reuters.com/

 

A dedicatória diz:  "Seis destes livros foram dados às pessoas mais estreitamente ligadas aos livros Harry Potter durante os últimos 17 anos. Este sétimo exemplar será leiloado. O fruto desse leilão irá ajudar as crianças institucionalizadas que precisam desesperadamente ser ouvidas. Portanto, agradeço a quem quer que o possua agora ter e que tenha boa sorte” 

 

Vemos na imagem outra das sete cópias do último livro de JK Rowling. Esta obra permanecerá exposta na Biblioteca Pública de Nova Iorque até 4 de Dezembro de 2009.

 

 

 J.K. Rowling

AP Photo/ David Cheskin, Pool 

 http://farm4.static.flickr.com

 

JK Rowling leu excertos do seu último livro 'The Tales of Beedle the Bard'  perante uma audiência de duzentos jovens estudantes, durante um tea party, no Hall do Parlamento de Edimbugo, no dia 4 de Dezembro de 2008.

 

news.yahoo.com

 

(tradução livre)

 

Os lucros de 'Os Contos de Beedle, o Bardo', o último livro de JK Rowling sobre o universo Harry Potter,  reverterão para uma instituição de caridade.

 

Não se trata de uma continuação das aventuras do jovem feiticeiro. 'Os Contos de Beedle, o Bardo', colecção de cinco contos de fadas que surge no último livro da saga, 'Harry Potter e os Talismãs da Morte', deixado por Dumbledore a Hermione.

 

A única história revelada das cinco é 'O Conto dos Três Irmãos', crucial para a execução da última missão de Harry na sua demanda contra Lord Voldemort.

 

(...)

 

Os ávidos fãs de Harry Potter podem já ficar descansados, porque provavelmente "Os Contos de Beedle, o Bardo" não será a última oportunidade para espreitar o mundo de magia do jovem feiticeiro. Rowling já afirmou estar a planear uma enciclopédia da série, cujos lucros também iriam reverter para a caridade.

 

Público

 

 

 

E aqui deixo a leitura feita pela própria autora de um dos contos que constituem este novo livro a um grupo de jovens. O lançamento previsto para o Natal serve talvez como despedida para os leitores que acompanham a saga desde o início e funciona como uma espécie de porta de entrada ao 'universo Harry Potter' para uma geração mais nova.

 

É sempre uma sugestão de leitura para muitos. 

 

A Professora GSouto

 

07.12.2008

 Licença Creative Commons

 

Dia Internacional do Voluntariado

 

 

 

 

Dia Internacional do Voluntariado

 

 http://hospitalhacos.blogspot.com/

 

 

Por todo o mundo, há milhares de pessoas que, voluntariamente, dedicam uma parte do seu tempo, trabalho e dedicação a favor de outros, em prol de uma causa.

 

O empenhamento destes voluntários é essencial para a construção de um mundo melhor.

 

Para tal, o primeiro passo a dar consiste em identificar o que gostaríamos de fazer e como poderemos ajudar. A partir daí, pode passar-se a acções individuais ou inseridas em grupos comunitários ou organizações de cariz social.

O Dia Internacional do Voluntariado - que hoje se assinala - foi criado em 1985 pela Assembleia Geral das Nações Unidas com o objectivo de apoiar grupos dedicados a acções voluntárias em diversas categorias sociais.

 

O dia de hoje marca mais uma etapa no caminho para os objectivos do Milénio para o Desenvolvimento, a alcançar até 2015:

 

 

1. Reduzir para metade a pobreza e a fome
2. Alcançar o ensino primário universal
3. Promover a igualdade entre os sexos
4. Reduzir a mortalidade das crianças
5. Melhorar a saúde materna
6. Combater a SIDA, malária e outras doenças
7. Garantir a sustentabilidade ambiental
8. Criar uma parceria mundial para o desenvolvimento

 

 

proximizade

 

 

A Professora GSouto

 

05.12.2008

 

Licença Creative Commons

Dia Internacional Portadores de Deficiência

 

 

 

 

  

 

www.un.org

 

 

 

 

 

 

 

www.presenca.pt

 

 

Esta é a história verídica e comovente da relação entre uma professora que ensina crianças com dificuldades mentais e emocionais e a sua aluna, Sheila, de seis anos, abandonada por uma mãe adolescente e que até então apenas conheceu um mundo onde foi severamente maltratada e abusada. Relatada pela própria professora, Torey Hayden, é uma história inspiradora, que nos mostra que só uma fé inabalável e um amor sem condições são capazes de chegar ao coração de uma criança aparentemente inacessível. Considerada uma ameaça que nenhum pai nem nenhum professor querem por perto de outras crianças, Sheila dá entrada na sala de Torey, onde ficam as crianças que não se integram noutro lugar. É o princípio de uma relação que irá gerar fortes laços de afecto entre ambas, e o início de uma batalha duramente travada para esta criança desabrochar para uma vida nova de descobertas e alegria. Desde a sua publicação, em 1980, o livro já vendeu 8 500 000 exemplares no Reino Unido  e foi traduzido em 27 línguas, tendo sido um bestseller em vários países.

 

Presença

 

Esta a minha partilha no "Dia Internacional das Pessoas Portadoras de Deficiência".

 

 

 

A Professora GSouto

 

03.12.2008

 

 

Licença Creative Commons


Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.