Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Feliz Ano 2007

 

000233gz

http://f3.yahoofs.com

 
Feliz Ano 2007!
 
Sentidos leais, simples, adoráveis afectos. Ternos afectos.
Que ao badalar da meia-noite, por cada ratinho de chocolate seja erguido um pensamento de

Alegria

Amizade

Bondade

Dádiva

Espiritualidade

Felicidade

Fraternidade

Lealdade

Magia

Perdão

Simplicidade

Ternura

Sentimentos d'alma que brotam e não se aprisionam! Entregam-se como  estrelas poisadas na palma da mão!

 

Este é o meu gesto de carinho para com todos vós!


Feliz Ano Novo! Feliz 2007!

 

A Professora GSouto


30.12.2006


 Licença Creative Commons

Feliz Natal !

 

 

0001zsrq

 

créditos: Jens Meyer/AP 2006

http://news.yahoo.com/photos

 

Que todos os vossos desejos mais ternos se realizem!

Convoco aqui, num gesto de mil sons, sábios, fadas e duendes para que se juntem num esforço único, quase divino, de transportar até todos vós a magia de uma noite de Natal bem perto do Presépio original!

 

Que os vossos corações se sintam muito felizes junto dos afectos ímpares dos Pais, Avós e toda a Família.

 

Feliz Natal !

 

Um beijo muito afectuoso, neste dia de todos os sentires!

 

A Professora GSouto

 

Natal 24.12.2006

Licença Creative Commons
 

Crianças do Mundo sem Natal

 

000207c7

 

Criança segura prato para receber alimentos

Uganda, África

créditos: James Akena/REUTERS

http://news-yahoo.com/

 

Nesta época de Natal em que a maior parte dos meninos do mundo recebe tantos mimos e afectos dos Pais e da Família, não podemos ignorar crianças como esta que vivem no mesmo Mundo, mas para quem a palavra Natal não existe.

 

Há crianças, tantas crianças  que têm fome!

Há crianças, tantas crianças que têm frio!

Há crianças, tantas crianças que não têm família!

 

Durante a ceia de Natal, não esqueçam de agradecer todas as doçarias que têm em cima da mesa e o todo o carinho dos Pais e Avós.

 

Nessa noite, elevem um pensamento lindo e luminoso e ofereçam no silêncio dos vossos corações a melhor iguaria, uma resteazinha de afecto, um sonho de alegria a uma criança sem nada!

 

Que muitas crianças no Mundo possam, ao menos, sentir o calor do vosso pensamento!

 

Luz

Paz

Igualdade

Alimentação e um tecto para todos os seres, principalmente para as crianças.

 

A Professora GSouto

 

Natal de 2006

 

22.12.2006

 

Licença Creative Commons
 

Parabéns... parabéns!

 

 

 

0001xpw7

 

Parabéns...



Hoje lembrei-me de uma menina de quem gosto muito...

Tu, Cláudia ...
É, lembrei também que o teu aniversário já passou...

E, agora, mesmo atrasada, quero desejar-te toda felicidade do mundo, todo
sucesso que possa existir, e tantos tantos anos de vida... 

És uma menina muito especial, daquelas que marcam a minha vida...

Quero que saibas que mesmo já passando da meia-noite, quero desejar
tudo de mais sublime em teus dias...


Parabéns pelo teu dia...
Parabéns pelo teu dia especial...

Parabéns pela menina que és....

Continua sempre a lutar pelos teus sonhos, não percas nunca a capacidade de sonhar...

E voa voa sempre até chegar à estrela mais distante.... ela será tua!


Lembra-te que apoiarei cada um dos teus sonhos... porque é partindo em busca de nossos sonhos que somos mais felizes e melhores pessoas!

Um do tamanho do mundo!

 

A Professora GSouto


20.12.2006


 Licença Creative Commons


Eragon - o livro : leitura autónoma

 

 

 

 

 

Eragon | Christopher Paolini, 2003

http://www.alagaesia.com/

 

Excerto:

 

(...)  O céu estava limpo e escuro, e uma ligeira brisa agitava o ar. Uma nuvem prateada passeava por cima das montanhas que o rodeavam, cujos cumes resplandeciam com uma luz rósea enviada pela lua cheia, embalada entre dois cumes. Correntes de água fresca desciam as montanhas, oriundos de glaciares imperturbáveis e de cúmulos de neve reluzente. Uma névoa pesada instalava-se no solo do vale, quase tapando os seus pés.

 

Eragon tinha quinze anos. Estava a menos de um ano da idade adulta. Umas sobrancelhas repousavam sobre os seus intensos olhos catanhos. As suas vestes estavam gastas do trabalho.

(...)

 

Eragon observou se não havia perigo, durante muitos e longos minutos, mas a única coisa que se mexia era a névoa. Cautelosamente, libertou a tensão do seu arco e avançou. Um raio de luz empalideceu-lhe o seu rosto quando parou em frente à pedra. Tocou-lhe com a seta e depois saltou para trás. Nada aconteceu, então pegou nela prudentemente .

 

A natureza jamais tinha polido uma pedra tão macia como esta. (...)

 

Christopher Paolini, Eragon, Descoberta

 

Saber +

 

Primeiro volume do Ciclo A Herança, do jovem escritor norte-americano Christopher Paolini, Eragon foi lançado pelo jovem autor com o apoio da família, quando ainda era aluno do ensino secundário. Tinha apenas 15 anos.

 

O livro chegou rapidamente às mãos do editor Alfred A. Knopf que o transformou em sucesso mundial de vendas. Comercializado pela gigante Random House, manteve-se 52 semanas no topo da lista dos livros mais vendidos nos Estados Unidos. 


Eragon é uma história repleta de acção, vilões e locais fantásticos, com dragões e elfos, cavaleiros, lutas de espada, inesperadas revelações e uma linda donzela.

 

Inspirado em J.R.R. Tolkien, que criou idiomas para os diálogos de seus personagens, Paolini utiliza o norueguês medieval para a linguagem dos elfos e inventa expressões específicas para os anões e os urgals, de modo a dar veracidade ao lendário reino da Alagaësia, onde a guerra está prestes a começar.

 

Ir mais longe:

 

Podes ler em língua inglesa aqui

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 6º Ano de Escolaridade Leitura Autónoma.

 

Sinopse:

 

Quando Eragon encontra uma pedra azul polida na floresta, acredita que poderá ser uma descoberta bendita para um simples rapaz do campo: talvez sirva para comprar carne para manter a família durante o Inverno. Mas quando descobre que a pedra transporta uma cria de dragão, Eragon depressa se apercebe de que está perante um legado tão antigo como o próprio Império.De um dia para o outro, a sua vida muda radicalmente, e ele é atirado para um perigoso mundo novo de destino, de magia e de poder. Empunhando apenas uma espada legendária e levando os conselhos dum velho contador de histórias como guia, Eragon e o jovem dragão terão de se aventurar por terras perigosas e enfrentar inimigos obscuros, dum Império governado por um rei cuja maldade não conhece fronteiras.Conseguirá Eragon alcançar a glória dos lendários heróis da Ordem dos Cavaleiros do Dragão? O destino do Império pode estar nas suas mãos...

 

Actividades:

 

Para os que ainda não leram, será que despertei o vosso interesse? Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 6º Ano de Escolaridade Leitura Autónoma.

 

É hora então de passarem pela biblioteca e requisitarem o livro! Depois, é só continuar a ler... para aplicarmos uma Ficha de Leitura, seguida de debate sobre as impressões pessoais registadas.

 

A Professora GSouto

 
20.12.2006
 
Licença Creative Commons

Eragon - o filme ! A ver nas férias

 

 

 

Eragon, filme,2006

http://www.imdb.com

 

Filme baseado no célebre livro Eragon, escrito pelo jovem escritor Christopher Paolini. A paixão pela fantasia das lendas e pela ficção científica, levaram-o a escrever esta obra em 2003, com apenas 15 anos.

 

Curiosidades:

 

"Eragon é o primeiro conto de uma trilogia. Comecei a escrevê-lo com quinze anos, depois de várias tentativas falhadas para criar outras histórias. Foi uma experiência incrível de aprendizagem - e não apenas de escrita. A grande lição que retive foi que uma escrita clara é o resultado de um pensamento claro. Sem o primeiro não alcançamos a segunda."

 
Christopher Paolini
 
 
 

 

 

 

Sinopse:

 
 
Eragon é um jovem camponês que encontra uma esfera azul  de onde vai sair uma bonita e deliciosa dragão Saphira, sua aliada até final num combate sem tréguas contra o mal. Os dois viajam por terras longínquas e enfrentam inimigos obscuros em aventuras extraordinárias... onde não pode faltar uma princesa, Arya!
 
 

 

Eragon, filme,2006

http://www.imdb.com

 

 
 
Ir mais longe:
 
 
Para ler em língua inglesa aqui 
 
 
Ah! Fui ver o filme. Lindo! Uma história de mistério, magia, e encantamento narrada por um fabuloso contador de histórias, na voz do actor Jeremy Irons.
 
 

 

Eragon | Christopher Paolini, 2003

http://www.alagaesia.com/

 

 

 

Eragon, filme,2006

http://www.imdb.com

 

 
Actividades:
 
Na sequência, vamos ler o livro Eragon em leitura autónoma. Bom mesmo ver o filme para podermos comparar e debater o livro e a adaptação ao cinema.
 
 
A não perder! Sei que vão adorar!
 
 
Boas férias!

 

A Professora GSouto

 

15 Dezembro 2006

 

Licença Creative Commons
 

Povos do Árctico

 

0001q577

Fotografia: Anton, jovem Tchouktche (Sibéria)

http://nouslemonde.survivalfrance.org

 

O tema do mês de Dezembro proposto pelo Projecto Latitude60 apresenta duas vertentes:

 

* Os Povos do Árctico

* A Terra do Pai Natal

 

O Natal é uma tradição milenar.  E todos os anos, por esta altura, projectos alusivos à época natalícia multiplicam-se nas escolas.


Professores e alunos envolvem-se na execução de actividades que  põem o imaginário de todos em alvoroço. Muitas vezes, o resultado é deveras original!

 

Regra geral, fala-se muito do Pai Natal,  mas pouco se conhece da região polar onde ele habita:

 

http://www.santaclausvillage.info/

http://www.rotas.xl.pt/1202/a04-00-00.shtml

 

Sabiam que existe o sítio oficial do Pai Natal? É o Santa Caus Office! Podes clicar aqui


 

Ah! E querem escrever-lhe? Aqui está  para o endereço:


Santa Claus
Arctic Circle
96930 Rovaniemi
Finland

 

Ou enviar-lhe um email para aqui


Espantoso!

 

 

Pesquisa

 

Se querem conhecer mais sobre a região onde vive o Pai Natal, é só seguir os links:

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lapónia

http://www.visitfinland.com/W5/pt/index.nsf/(Pages)/Sol_da_Meia-Noite?opendocument&np=A

 

Já agora seria imperdoável não conhecer os Povos que habitam essa e outras regiões polares, não lhes parece?

 

Informação

 

http://torrinhasexploradores.blogspot.com/2007/04/rascunhoo-povo-do-rctico.html

http://www.oldcrow.ca/index2.htm

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sami

 

Arte & Cultura

 

http://www.alaskanative.net/2.asp

http://www.siida.fi/english/en_menu.html?set_language=en
http://www.siida.fi/english/en_menu.html?set_language=en

http://www.arktikum.fi/

 

Curiosidades

Os Tchouktches apresentados por Anton (Sibéria)

http://nouslemonde.survivalfrance.org/Anton/index.html

 

Motivados?! Estou certa que criatividade não vai faltar...
Ficarei a aguardar as vossas actividades!
 
A Professora GSouto 
10.12.2006

Licença Creative Commons

 

Visita de Estudo 6I - Anos 80: Uma Topologia

 

 

0006aqb2

 

Allan McCollum | Untitled Paper Construction (1975)

http://home.att.net/~allanmcnyc/

Relato 

No dia 16 de Novembro de 2006, as turmas 6I/6C da Escola Francisco Torrinha saíram para fazer uma Visita de Estudo à Exposição Anos 80: Uma Topologia. Saímos da escola por volta das 10H30 e como estava bom tempo, fomos a pé porque sendo a Fundação de Serralves tão perto e não estando a chover, não havia necessidade de utilizar os transportes STCP.

 

Percorremos uma parte da Avenida Marechal Gomes da Costa com as sua bonitas casas e jardins encantadores.

 

Fomos divertidos e contentes a conversar e a brincar. Embora já não sejamos bébés... somos crianças e por isso fomos fazendo algumas partiditas por todos desejadas.

 

Quando entrámos no espaço, tudo era calmo e tranquilo. A fundação é muito bonita, o ambiente óptimo. Formaram-se grupos, já que éramos muitos.

 

anos80b.jpg

 http://www.serralves.pt/

 

A nossa turma dividiu-se em dois grupos: um de rapazes e outro de meninas, cada um com um Professor. Os grupos tinham monitores diferentes para acompanhar a visita. A nossa turma foi guiada pela Mariana e pela Cristina. Estava tudo muito organizado.

 

Com esta visita pretendia-se, segundo a nossa Professora de Português conhecer a arte dos Anos 80, isto é uma década antes do nosso nascimento.

 

As peças eram todas muito interessantes e por vezes curiosas, isto é, faziam-nos pensar sobre a forma de ver as coisas dos artistas. As monitoras  também puxavam por nós [e estou a falar do grupo das meninas], diziam-nos que tinhamos que ser nós a descobrir o significado das obras. No nosso grupo feminino, imaginação não faltou!

 

Havia uma obra que parecia uma reunião de pais natais, mas um estava a ser enforcado! A monitora explicou-nos que o artista queria alertar para o verdadeiro significado do Natal!

 

Outra obra que nos agradou foi  um conjunto de quatro quadros [um deles, ilustra a imagem do post] e foi-nos pedido para imaginar o que estaria o pintor a pensar ao criar um de cada cor!

 

anos80e.jpg

 

http://www.serralves.pt/

 

O grupo de rapazes viu outras obras, algumas curiosas e divertidas. Os baldes, filmes que se viam do fim para o princípio.Pianos de perna para o ar. Era confuso! 

 

Vimos tanta coisa! Havia muitas pessoas, mais escolas. O ambiente era muito bom! E fomos muito bem recebidos.

 

À saída fomos à loja da recordações para comprar um 'símbolo' que nos fizesse lembrar Serralves e a nossa visita. Quando saímos, ainda havia muita energia. Regressámos à escola a conversar e a cantar.

 

Pensamos que esta visita correu muito bem, pois as duas turmas aprenderam, 'criaram memória' segundo Ulrick Loock e divertiram-se a adquirir conhecimentos.

 

Os Professores relembraram certamente  a década que viveram, os famosos Anos 80.

 

Esperamos repetir...

 

Alunos:

 

Ana Isabel, 11 anos

Ana Margarida, 11 anos

António Pedro, 11 anos

Madalena Guedes, 10 anos

Nuno, 11 anos

Sebastião Guedes, 11 anos

 

{#emotions_dlg.meeting}Opiniões

 

Gostei da visita porque nos deu a oportunidade de aprender mais sobre arte, e sobre os artistas dos anos 80. A obra que mais me sensibilizou foi o enforcamento do Pai Natal. Achei interessante uma pintura em que um homem tinha um problema: 'Que sapatos hei-de eu calçar?' Obrigada Professora pela oportunidade que nos deu de conhecermos esta Exposição!

 

Ana Margarida Castro, 11 anos

 

Gostei muito de ir à Fundação de Serralves. Os professores que nos acompanharam eram muito simpáticos. A monitora também era muito divertida. O que mais gostei foram as obras de Thomas Struth. Também um escultura de cartão muito original me chamou a atenção porque nos mostrava como poder ser criativo reciclar.

 

Bárbara, 11 anos

 

Gostei muito deir a Serralves! A monitora falou-nos do arquitecto que desenhou o Museu de Arte Contemporânea. Chama-se Siza Vieira e é avô dum colega de turma. A monitora mostrou-se depois muitas obras: pinturas, esculturas, e tantas outras coisas.

 

Miguel Borges, 11 anos

 

Na exposição vi objectos de arte muito interessantes, tais como quadros, filmes, uns balões muito engraçados, esculturas... Mas o que mais gostei foi um filme visto de trás para a frente!

 

Sebastião Guedes, 11 anos

 

Gostei muito da visita. Aprendi o que é arte contemporânea, e comecei a conhecer pintura, escultura e outros obras dos anos 80. Fiquei a saber coisas novas.

 

Raquel Victor, 11 anos

 

O meu grupo começou a visita pela maqueta do combóio. Este andava de 5 em 5m. Depois fomos ver uma obra que mostrava uma velhinha com um terço no pescoço sempre a rezar. Vi mais coisas e gostei muito!

 

José Diogo, 11 anos

 

Gostei muito de ir a Serralves. Havia muita gente, mais escola, alunos pequeninos e alunos do secundário. Não pensava ver tantas esculturas, mas mesmo assim gostei da exposição. Fomos muito bem recebidos.

 

Tiago Furtado, 11 anos

 

A exposição foi muito divertida e cultural. A Mariana, nossa monitora, era muito divertida e mostrou-nos imensas coisas! Do que mais gostei foi da maqueta do cómbóio, logo à entrada. Espero q Serralves apresente mais exposições assim, para podermos voltar. Obrigada Professora por nos levar!

 

Sebastião Guedes, 11 anos

 

Agradecimentos

 

Professora Luisa Pimentel (Inglês)

Professor Jorge Figueiredo (EVT)

Professor Ernesto Pereira (EVT)

Fundação de Serralves - Serviço Educativo

Mariana Brandão/ Cristina Alves [Monitoras]

 

A Professora Coordenadora

GSouto

 

06.12.2006


Licença Creative Commons

Museu de Arte Contemporânea Serralves II

 

anos80g.jpg

 

Museu Arte Contemporânea Serralves

http://www.serralves.pt/

 

O Museu de Arte Contemporânea de Serralves onde decorre a Exposição Anos 80: Uma Topologia, foi desenhado pelo Arquitecto Álvaro Siza Vieira que é o meu avô.

 

O Museu encontra-se nos jardins da antiga Casa de Serralves.

 

É um museu que gosto muito porque acho que está bem integrado e que conheço bem por ter lá ido várias vezes com o meu avô.

 

A Exposição Anos 80: Uma Topologia é a maior organizada sob este tema e também a maior exposição até hoje realizada no museu.

 

Henrique Siza Vieira, 11 anos, 6I

 

anos80f.jpg

 

http://www.serralves.pt/

 

Opiniões 6I

 

Achei que as obras expostas eram muito misteriosas e despertavam bastante a nossa imaginação. A nossa monitora era simpática, mas o que mais gostei nela foi ter exigido que nós imaginássemos a arte a partir dos objectos que íamos vendo. Houve uma peça que me deixou com a cabeça a pensar em mil e uma coisas. Era uma linha de combóios e ao lado tinha tampas de pianos a fazer de montanhas.

 

Madalena Guedes, 10 anos

 

A visita de estudo foi interessante porque vimos esculturas, desenhos, quadros, e peças de diversos autores. A monitora explicava tudo e mais alguma coisa. Uma das obras que achei mais expressiva foi um desenho com uma faca espetada num coração. Era um desenho com muito rigor. Além desta, admirei uma peça que era um balde em aço e o mais engraçado... como é que um simples balde se tornou numa obra de arte?

 

Nuno, 11 anos

 

Eu gostei muito de ver a exposição Anos 80. Foi muito engraçado e eu adorei. Foi pena não podermos ver a exposção toda. Mas não importa! O que interessa é que gostei do que vi e aprendi muito.

 

Inês Borges, 11 anos

 

Eu achei a visita de estudo muito interessante. Do que mais gostei foram três quadros pintados com várias cores que pareciam que sobressaíam. Também gostei de uma escultura em cartão e metal.

 

Catarina Babo, 11 anos

 

Gostei muito da visita de estudo ao Museu de Serralves. Achei alguns quadros e algumas esculturas lindíssimas. Os filmes que vimos eram muito confusos pois até havia um que começava pelo fim. Foi uma visita espectacular!

 

António Borges, 11 anos

 

Eu gostei muito da visita de estudo. Era muito criativa e aprendi muito com isso.

 

Filipa, 11 anos

 

O que mais gostei nesta visita ao Museu de Serralves foi a parte em que estivemos a ver Fotografias que pareciam quadros, pais natais, e quatro quadros juntos. Nós tinhamos que tentar adivinhar em que materiais eram parecidos e em que estaria o artista a imaginar. Eu gostava de ter visto a exposição do princípio ao fim!

 

Ana Isabel, 11 anos

 

O edifício do Museu de Serralves é muito bonito, atrás viam-se muitas árvores, era tudo muito grande. A exposição era muito interessante! O que mais gostei foram umas obras de arte feitas de coisas banais, como um balde com betão. Foi muito importante  porque me deu a conhecer a época dos anos 80. Eu acho que fomos à Exposição para vermos como muita coisa mudou desde aí!

 

Miguel Calvão, 11 anos

 

O que mais gostei da Visita de Estudo foram os pais natais. Havia um Pai Natal que estava a ser enforcado e eu não compreendi bem! o que menos gostei foram os quadros.

 

Renata Silva, 11 anos

 

Eu achei muito interessante a nossa visita de estudo. Vale a pena ir ver a exposição Anos 80 no Museu de Serralves. É importante conhecer as obras de arte desses anos para nos dar a ideia como foram os anos 80 e conhecer os artistas que fizeram aquelas obras.

 

O artista que mais gostei foi Allan McCollum que fez 216 quadros, cada um de cor diferente. É uma obra muito colorida que se identifica bem com os anos 80. Esta exposição também é boa para "refrescar a memória..." dos adultos que viveram esses anos.

 

Henrique Siza Vieira, 11 anos

 

Agradecimentos

 

Professora Luisa Pimentel (Inglês)

Professor Jorge Figueiredo (EVT)

Professor Ernesto Pereira (EVT)

Fundação de Serralves - Serviço Educativo

Mariana Brandão/ Cristina Alves [Monitoras]

 

A Professora Responsável

GSouto

 

01.12.2006

 Licença Creative Commons