Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Língua Portuguesa, a nossa!

 

 

 

http://ilcao.cedilha.net/imagens/NAO2c.jpg

 

 

Sabem que fui sempre contra o Acordo Ortográfico. Conhecem bem a minha posição em relação ao que considerei um atentado à nossa língua.

 

Pois é! Finalmente a razão chegou e do lado contrário.

 

O governo brasileiro adiou a aplicação obrigatória do novo acordo ortográfico para 1 de Janeiro de 2016. Fê-lo com base numa petição que reuniu 20.000 assinaturas.


Em Portugal, uma igual petição reuniu mais de 130.000 assinaturas e não teve qualquer eco. O AO entrou de rompante nas escolas de um um ano para o outro.


 

E agora! Como se sentirão os professores de Português que tanto lutaram para contrariar este absurdo? E que se viram constrangidos, mesmo não o usando, a aplicar as novas regras nas suas aulas e a leccioná-las aos alunos?

 

E que dizer dos alunos apanhados neste 'disparate todo' sendo obrigados a aprender a  nova grafia e a denominar a grafia que aprenderam até ao ano lectivo anterior "português antigo"? 

 

E os pais? Os pais que foram incentivados a comprar novos dicionários de Língua Portuguesa ' com AO', e novos manuais escolares para que seus filhos pudessem acompanhar as novas normas?

 

 

 

Vasco Graça Moura

http://mediaserver2.rr.pt/

 

Vasco Graça Moura, um dos mais conceituados escritores portugueses, defende a suspensão do acordo ortográfico. Reacção coerente com tudo o que disse e escreveu desde o início deste disparate todo. Foi uma das vozes mais críticas, desde sempre, a esta medida.

 

E tão coerente foi que ao assumir a presidência do Centro Cultural de Belém, decidiu que este organismo cultural passasse a usar de novo as regras ortográficas que são devidas ao bom uso da Língua Portuguesa.

 

“O Brasil vai rever o acordo, portanto é completamente delirante nós ficarmos para trás. Agora vamos ter três grafias: a brasileira actual, a africana, porque Angola mantém e muito bem as regras ortográficas que estão em vigor e não as do acordo, e a portuguesa, que é uma coisa sem pés nem cabeça.

 

Vasco Graça Moura.

 

Já em Setembro 2012, o PEN Internacional condenara por unanimidade o AO. E desde sempre vozes se fizeram ouvir contra. Escritores, professores, e pessoas de todos os quadrantes da sociedade e da cultura.

 



 

"Sim, porque a orthographia também é gente. A palavra é completa vista e ouvida. E a gala da transliteração greco-romana veste-m'a do seu vero manto régio, pelo qual é senhora e rainha."

 

Fernando Pessoa

 

 

Não poderia estar mais de acordo! Absolutamente delirante!

 

A Professora GSouto

 

09.01.2013

 

Licença Creative Commons

 

 

2 comentários

Comentar post