Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

BlogdosCaloiros

"Em toda a infância houve um jardim - isto é coisa de poetas" Agustina Bessa-Luís | BlogdosCaloiros is my blog in Portuguese Language curriculum. It aims to enhance the lessons using ICT and captivate cultural curiosity

Direitos dos Animais :vamos ler sobre animais !

 

 

dia-animais-humanos.jpg

 

créditos: Autor não identifcado

 

Hoje celebra-se o Dia Internacional dos Direitos Animais, paralelamente com o Dia Internacional dos Direitos Humanos. É um dia em que nos devemos manifestar pelos Direitos Humanos, mas também pelos Direitos dos Animais.
 
E este post é dedicado aos nossos amigos de quatro patas que nos são tão dedicados, e que, tantas vezes, são maltratados sem poder entender por que razão.
 
 
Saber +
 
O dia 10 de Dezembro começou a ser celebrado como um dia pelos direitos desde 1948, quando, nessa data, a Assembleia Geral das Nações Unidas ratificou a Declaração Universal dos Direitos Humanos..
 
 
 

dia-animais-humanos1.png

 

créditos: Autor não identifcado

 
 
Desde 1998 o dia também tem sido dos Animais, com acções de sensibilização em países de todo mundo.
 
 
A batalha deste dia tem sido pelo reconhecimento da Declaração Universal dos Direitos Animais, em campanhas de inúmeras ONGs em países como Portugal, Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Chile, Estados Unidos, França, Alemanha, Hong Kong, Itália, México, Rùssia, África do Sul e Suíça..
 
 
A data de hoje não é de comemoração, mas sim de luta, para que a situação de escravidão a que os animais são diariamente submetidos seja combatida e abolida algum dia.
 
 
"Nossos animais de estimação têm vida tão curta e, ainda assim, passam a maior parte do tempo esperando que voltemos para casa todos os dias. É impressionante quanto amor e alegria trazem para nossas vidas, e quanto nos aproximamos uns dos outros por causa deles."
 
 
Marley e Eu, John Grogan
 
 
Assim deixo a sugestão de livros, filmes ou musical sobre os nossos melhores amigos:
 

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

Sinopse:

 

A história enternecedora e inesquecível de uma família e do seu cão mal comportado que ensina o que realmente importa na vida

 

Chamavam-se John e Jenny, eram jovens, apaixonados e estavam a começar a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, «um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro», que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos.

 

Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava-se todo por cima das visitas, roubava roupa interior feminina e abocanhava tudo a que pudesse deitar o dente.

 

marley-eu3.jpg

 

Marley & Eu

slideshare alunas 10º anos

Bárbara Amorim/ Inês Duarte

https://image.slidesharecdn.com/

 

De nada lhe valeram os tranquilizantes receitados pelo veterinário, nem, tão pouco, a «escola de boas maneiras», de onde, aliás, foi expulso.Só que Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional.

 

Partilhou a alegria da primeira gravidez do casal e o seu desgosto com a morte prematura do feto, esteve sempre presente no nascimento dos bebés ou quando os gritos de uma vítima de esfaqueamento ecoaram pela noite dentro.

 

Conseguiu ainda a «proeza» de encerrar uma praia pública e arranjou um papel numa longa-metragem, através do qual se fartou de «conquistar» corações humanos. .A família Grogan aprendeu, na prática, que o amor se manifesta de muitas maneiras... E feitios. 

 

 

Família Grogan

créditos: Getty Images

http://www.gettyimages.com/

 

Autor:

 

John Grogan nasceu em Detroit, em 1957. É colunista do Philadelphia Inquirer. Foi editor-chefe da revista Organic Gardening, tendo trabalhado ainda, como repórter, chefe de redacção e colunista, em vários jornais americanos sediados no Michigan e na Florida.

 

Entre os prémios com que tem sido distinguido ao longo da sua carreira, merece referência, designadamente, o de Jornalismo do National Press Club. Vive actualmente num monte da Pensilvânia, com a mulher, Jenny, os três filhos e uma cadela labrador, a Gracie.

 

marley-eu2.jpg

 

 

Marley & Eu

John Grogan

https://www.fnac.pt/

 

 PNL

 

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura - 7º Ano  de escolaridade - leitura orientada na Sala de Aula - Grau de dificuldade I A.

 

O livro deu origem ao filme com o mesmo título Marley e Eu (2008) que muitos de nós fomos ver às salas de cinema, depois de ler o livro.

 

 

 

 

 

Lembram do gato Didi? Sim, o gato que não tem uma orelhita e que por ser diferente, ninguém o queria? Até que os alunos de uma escola primária o adoptou. Uma história verdadeira que quase parece um conto de Natal.

 

Vamos então repetir, adoptando outros animais, cão ou gato. Há tantos nas associações de animais abandonado à espera de um lar!

 

 

didi1.jpg

 

 

Didi, o gato adoptado por alunos da escola do Dianteiro

créditos: Paulo Novais/ Lusa

http://static.globalnoticias.pt/

 

Nada melhor do que reler a história e quem sabe? Adoptar um gato neste Natal como prenda especial? Vais ser capaz de uma boa acção como esta não é verdade? Tantos gatitos lá fora, abandonados, com fome e com frio? Eu já adoptei uma gatinha siamesa.

 

 

 

O Livro dos Gatos

T.S. Eliot

https://www.bertrand.pt/

 

Sinopse:

 

Mister Mistofélix, o velho Fortunato que só quer dormir, e o Rufino Finório, que é um gato esquisito. Mas terão muita sorte se derem com o Mascarilho, criminoso perfeito que se ri da lei e que nunca ninguém consegue apanhar.

 

PNL:

 

Plano Nacional de Leitura : Livro recomendado para o 5º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada.

 

 

Saber +

 

O Livro dos Gatos, no original Old Possum's Book of Pratical Cats, é uma colectânea de curiosos e animados poemas dedicados à psicologia e sociologia felina.

 

Escritos nos anos 30 por T. S. Eliot e incluídos pelo próprio, sob o nome "Old Possum", nas cartas que enviava aos seus afilhados.

 

 

 

Old Possum's Book of Pratical Cats

T.S. Eliot

illustrator: Axel Scheffler

https://axelscheffler.com/books-for-older-children/

 

Em 1939, a editora que tinha o exclusivo da sua obra decidiu reunir e publicar 15 desses poemas sob a forma de livro.

 

O sucesso foi imediato e as reedições, bem como as traduções para outras línguas, sucedem-se.

 

Estes poemas ficariam ainda mais famosos a partir de 1981 com a adaptação ao musical Cats, de Andrew Lloyd Webber, um dos mais vistos de sempre em todo o mundo.

 

 

cats.jpg

 

Cats

adaptação de Andrew Lloyd Webber

da obra de T.S. Eliot

http://www.broadwayrose.org/shows/cats

 

Ir + longe:

 

Inspirado na poesia universalmente popular de T.S. EliotCats conta a história, em música e dança, da reunião anual de gatos Jellicle, altura em que um gato especial é selecionado para ascender à casta de Heaviside.

 

Um verdadeiro fenômeno do teatro musical, Cats abriu no New London Theatre de Londres em 1981 e ficou em cena durante 21 anos.

 

O sucesso de Cats em Londres foi quase igualado ao da Broadway, onde ficou em cena cerca de 18 anos.

 

 

 

 

Actividades:

 

  • Podes participar deste dia e fazer com que haja o mais breve possível o primeiro Dia Internacional dos Direitos Animais realmente comemorado e festejado.
  • Junta-te com a turma a uma associação de defesa de animais. luta pela abolição de touradas, utilização de animais nos circos e adopta um animal de companhia, gato ou cão.
  • E agora, nada melhor do que ler : Marley e Eu de John Grogan e O Livro dos Gatos de T.S. Eliot.
 
 
Só assim os animais poderão “comemorar” este dia, marcado pelo esforço humano para fazer com que os direitos dos animais sejam enfim reconhecidos.
 
 
 
 A Professora GSouto
 
 
10.12.2017
 
 
Licença Creative Commons
 

Dia Mundial da Sida : educação para a sexualidade !

 

 

sida5.jpg

 

http://www.aefpceup.pt/

 

Hoje, dia 1 de Dezembro é o Dia Mundial de Luta contra a Sida. Este ano, o tema é "My Health My Rights"- Minha Saúde, Meus Direitos - de modo a luta contra novas infecções com HIV, e de evitar de mais mortes relacionadas com SIDA

 

Este dia visa alertar as populaçõesa nível mundial para a necessidade de prevenção e de precaução contra o vírus da SIDA. Este vírus ataca o sistema sanguíneo e o sistema imunológico dos pacientes.

 

 

sida7.jpg

 

 

Tema 2017:

 

"Minha Saúde, Meu Direito."

 

 

Saber +

 

Este ano, a campanha do Dia Mundial da SidaMy Health, My Rights (lUNESCO), é focada para o direito à saúde, o direito de todos de terem direito a uma boa saúde física e mental. O nível mental é de extrema importância para o resultado de todos aqueles que já foram atingidos pelo vírus HIV.

 

campanha lembra que o direito à saúde é muito mais do que o acesso a serviços de saúde e medicamentos de qualidade, mas depende de uma série de salvaguardas importantes, como o acesso à educação sexual. CSE e ambientes de aprendizagem seguros e inclusivos.

 

A escola tem aqui um papel muito importante na informação e divulgção de meios para os jovens defenderem a sua sáude.

 

 

sida6.jpg

 

 

http://www.espacolusofono.org/dia-mundial-da-luta-contra-a-sida/

 

Ir + longe

 

Este dia tem ainda como objectivo lembrar todas as vítimas que morreram ou estão infectadas com o vírus HIV.

 

A SIDA ou VIH (Vírus da Imunodeficiência Humana) foi descoberta em 1981 e já matou mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo. 

 

Pelo menos 2,5 milhões de pessoas contraíram o VIH em 2017 ano em que se calcula que viviam, em todo o mundo, 36,7 milhões de pessoas infectadas (2016), 20.9 milhôes de pessoas infectadas mas com tratamento até Julho 2017. 1,8 milhôes de pessoas ingectadas pela primeira vez (2016).

 

Os números são da agência das Nações Unidas para a Sida (ONU/AIDS).

 

 

sida8.jpg

 

 

É amplamente sabido que o sucesso da educação depende muito do estado de saúde dos alunos, bem como factores que a influenciam, como comportamentos relacionados à saúde, situações de risco ou o uso de serviços de prevenção.

 

Estudos têm mostrado que as meninas adolescentes que recebem educação sexual de qualidade,associada com o apoio de profissionais treinados, têm 40% menos de risco para lidar com gravidez precoce ou indesejável e 30% de possibilidade adicional de concluirem o ensino secundário.

 

Actividades: 

 

  • Alunos:

Se pretendes informação e até apresentar um trabalho sobre o vírus da Sida, podes consultar os seguintes sítios web:

 

Word Aids Day 2017 | UN

http://www.un.org/en/events/aidsday/

Word Aids Day 2017 | UNESCO

https://en.unesco.org/themes/health-education/world-aids-day

UNAIDS

http://www.unaids.org/en/resources/campaigns/right-to-health

http://www.unesco.org/new/en/hiv-and-aids/our-priorities-in-hiv/educaids/

 

  • Professores:

UNESCO dispõe de vários recursos a serem consultados aqui e aqui (Right to Health);

 

Em Portugal, o Programa Nacional para a Infecção do VíH/SIDA aqui ou aqui (videos)

 

 

"Minha Saúde, Meu Direito."

 

A Professora GSouto

 

01.12.2017

 

 Licença Creative Commons

Ler Agustina Bessa Luís : ensino básico e secundário !

 

agustina1.png

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

https://ionline.sapo.pt/

 

" Escrever é isto: comover para desconvocar a angústia e aligeirar o medo, que é sempre experimentado nos povos como uma infusão de laboratório, cada vez mais sofisticada."

 

Agustina Bessa Luís, 

in Contemplação Carinhosa da Angústia

 

Agustina Bessa Luís celebrou no passado dia 16 Outubro, 95 anos. Na impossibilidade de parabenizar a autora pessoalmente. ficam aqui os votos de parabéns através de alguns dos livros que lemos ao longo dos anos nos currículos de Língua Portuguesa e também nos currículos de Literatura (secundário).

 

Já escrevera neste blog sobre o desaparecimentos de outros dois grandes escritores portugueses: Luisa Dacosta e Manuel António Pina mas por acontecimentos tristes ligados ao seu desaprecimento

 

Hoje escrevo para celebrar a vida.  O 95º aniversário de Agustina Bessa Luís.

 

Admiro Agustina, não só pela obra como pela pessoa que tive o imenso privilégio de conhecer e dialogar, por mais do que uma vez.
 
 
Dois dos seus livros que lemos nos curriculos escolares : 2º e 3º ciclos:
 
 
 

agustina-amoras.jpg

 

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

 

Vento, Areia e Amoras Bravas de Agustina Bessa Luís, obra recomendada para o 3º ciclo, destinado a leitura autónoma, pelo Plano Nacional de Leitura.

 

Resumo:

 

«Vento, Areia e Amoras Bravas» é um título dançarino. Todo ele mexe e convida a dançar e arrasta o movimento da juventude que depois vai conduzir à idade consular. A toga vai suceder à sandália e o cinto desatado, que correspondem à história radiosa de Lourença.

 

 

agustina-amoras1.JPG

 

Vento, Areia e Amoras Silvestres

Agustina Bessa Luís

https://img.bertrand.pt/

 

Lourença não quer esquecer a infância nem o vento furibundo que tenta dispersar os pequenos sinos da salvação mais espirituosa, a salvação da descoberta.

 

Volta Dentes de Rato como uma gota de azougue imóvel na palma da mão. Estará imóvel ou apenas encantada? Veremos. Veremos… que as histórias são para explicar estas coisas. A leitura fez-se para encher o silêncio de mágica.

 

Livro encantador que remeteu para a minha própria infância e que li com turmas de 8º e 9º anos nas aulas curriculares de Língua Portuguesa.
 
 
Foi uma das nossas conversas na livraria onde nos encontrámos na livraria da cidade. E como já o tinha lido, solcitei à escritora se o autografava, pedido de imedito aceite. Uma dedicatória muito afectuosa que partilhei com os alunos.
 
 
 

agustina-dentes-de-rato3.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

https://www.fnac.pt/

 

 

Sinopse:

 

Lourença tinha três irmãos. Todos aprendiam a fazer habilidades como cãezinhos, e tocavam guitarra ou dançavam em pontas dos pés. Ela não. Era até um infeliz para aprender,tinha algumas dificuldades, e admirava-se de que lhe quisessem ensinar tantas coisas aborrecidas e que ela tinha de esquecer o mais depressa possível.

 

O que mais gostava de fazer era comer maçãs e deitar-se para dormir. Mas não dormia. Fechava os olhos e acontecia-lhe então uma aventura bonita, e conhecia gente maravilhosa...

 

 

agustina-dentes-de-rato1.jpg

 

Dentes de Rato

Agustina Bessa Luís

ilustrações: Mónica Baldaque

https://www.wook.pt/livro/

 

Assim começa este livro que Agustina Bessa-Luís escreveu para os leitores mais novos. Se lermos um pouco mais, ficamos a saber por que razão Lourença era conhecida como «Dentes de Rato» e muitas outras coisas.

 

As ilustrações são de Mónica Baldaque, neta da escritora. O livro é um clássico da literatura infantil e juvenil portuguesa. 

 

Nota:

 

Livro Recomendado pelo Plano Nacional de Leitura 7º Ano de Escolaridade como Leitura Orientada na Sala de Aula - Grau de Dificuldade II.

 

Lemos Dentes de Rato nos currículos de Língua Portugesa, do 6º ano (2º ciclo) e do 7º ano (3º ciclo). dependendo das turmas leccionadas.

 

Um livro muito interessante de literatura infanto-juvenil que os alunos gostaram de ler, mesmo aqueles alunos mais 'avessos' a ler. As aventuras de Lourença assemelham-se às dos alunsos e muitos identificavam-se com Lourença, mesmo os rapazes.

 

 

agustina2.jpg

 

 

Agustina Bessa Luis

créditos: Autor não identificado

https://www.dn.pt/artes/

 
 
Relembrar Agustina faz parte do meu mundo afectuoso ligado aos livros. Encontreia escritora com freqência numa livraria que encerrou, embora reabrisse posteriormente noutro espaço.
 
Lemos A Sibila no curso de Literatura Portuguesa (ensino secundário) na Escola Profissional de Música do Porto, fundada pela Professora Hélia Soveral.
 
Agustina foi convidada para uma pequena cerimónia literatura-música a que compareceu e participou de um diálogo muito enriquecedor.
 

 

A Sibila

Agustina Bessa Luís

https://www.wook.pt/livro/

 
 
A Sibila é um romance que olha de frente para o ser humano, sem o subtrair aos costumes, às tradições enraizadas - família, comunidade, religião - e ao preconceito em que cada ser se molda.
 
É através deste olhar que surge Quina, a Sibila, uma personagem única na sua complexidade, onde "o humano é exemplo desse redemoinho de forças, através do qual se abre um conflito - o conflito de estar vivo e o que isso implica de luta, aceitação e incomunicabilidade."
 
 
O romance venceu o Prémio Delfim Guimarães e o Prémio Eça de Queiroz.
 
 
 

 

 
 
Saber +
 
 
Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência foram passadas nessa região, cuja ambiente marcará fortemente a obra da escritora.
 
Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. 
 
É em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea.
 
 
Agustina Bessa-Luís foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira 2004, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista, e o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras portuguesas.
 

 

 

Agustina Bessa Luís

créditos: Autor não identificado

 

 
Actividades: 
 
 
Três sugestões, algumas de leitura obrigatória (discordo desta noção) para ler em diferentes níveis etários e diferentes níveis curriculares de Língua e Literatura Portuguesa.
 
Cabe aos professores seleccionar as obras a ler, segundo os currículos que lecciona e perfil dos alunos/ turma.
 
Acima de tudo, é ano de festejar Agustina através dos seus livros e de actividades que podem ser desenvolvidas.
 
 
A Professora GSouto
 
11.11.2017
 
 
Licença Creative Commons
 
 

Oh ! Astérix e a Transitálica : novo álbum com os lusitanos ?

 

 

asterix-novoalb.jpg

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

https://www.fnac.pt/

 

Asterix e a Transitálica é o novo título de uma colecção com mais de 50 anos. Saiu dia 19 Outubro. É verdade! A mais recente aventura de Astérix foi apresentada no passado dia 19 Outubro 2017, em Portugal e a nível mundial.

 

As personagens criadas pelos dois génios da banda desenhada, Albert UderzoRené Gosciny estão de volta! Depois de Astérix O Papiro de César (que no nosso país foi publicado em português e mirandês), Astérix entre os Pictos, Astérix e Obélix regressam em Astérix e a Transitálica, o novo álbum agora assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad.

 

Os autores estiveram em Portugal e, em entrevista, falaram sobre Goscinny, pregões em latim e lusitanos, esses "vencedores".

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Saber +

 

Famosos pelas suas numerosas viagens através do Mundo Conhecido, Astérix e Obélix vão desta feita descobrir os povos da península italiana: os Itálicos!

 

Por muito que isso desagrade a Obélix, nem todos os habitantes da Itália antiga são Romanos. Pelo contrário! Os Itálicos prezam muito a sua autonomia.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Em Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix embrenham-se numa grande aventura à descoberta dessa surpreendente Itália antiga!

 

O álbum saiu em França e Portugal em simultâneo e, por essa razão, a dupla dos actuais criadores - que sucede a GoscinnyUderzo - veio a Lisboa promover este novo álbum, excepcionalmente.

 

 

asterix-transitalia-mirand.jpg

 

 Asterix an Eitália

edição em mirandês

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Sinopse:

 

Astérix e Obelix estão de regresso em Astérix e a Transitálica, o novo álbum assinado pelos talentosos Jean-Yves Ferri e Didier Conrad. Apesar do que Obelix possa pensar, os itálicos, habitantes de Itália, não são todos romanos, pelo contrário! Os itálicos, tal como os irredutíveis gauleses, pretendem preservar a sua autonomia e vêem com maus olhos as veleidades de conquista de Júlio César e das suas legiões. Uma aventura emocionante à descoberta de uma Itália surpreendente e antiga!

 

Versão em mirandês:

 

Tal como o anterior álbum Astérix O Papiro de César vai ser também publicado em mirandês. Quarto título da série em mirandêsAsterix an Eitália será lançado em Novembro de 2017, após o lançamento mundial (Outubro 2017) da versão original (francês) e de outras versões linguísticas, entre as quais em português e mirandês.

 

 

asterix-novoalb3.jpg

 

 Coronavirus, novo personagem em

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Curiosidades:

 

Seguiu-se a publicação em mais 23 países, somando novos milhões aos 370 já impressos desde que em 1959 este herói foi criado para sair na revista Pilote e dois anos depois reproduzido no nosso país na revista Foguetão. Só em 1967 o primeiro álbum, Astérix, o Gaulês, saiu em português.

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

No novo Astérix e a Transitálica, Astérix e Obélix competem com Etruscos, Lígures e Normandos pelo prémio de melhor auriga do mundo. Com uma novidade. Os grandes protagonistas da corrida são, sem dúvida, os Lusitanos. Wow!

 

Numa corrida aberta a todos os povos do Mundo Conhecido, junta romanos e bárbaros, bem como os povos aculturados - uns mais do que outros, mas todos muito pouco! - entre os quais uma dupla… lusitana. Com presença recorrente e um inesperado protagonismo final.

 

 

 

Astérix e a Transitálica

R. Goscinny/ A Uderzo

Jean-Yves Ferri/ Didier Conrad

http://www.asterix.com/a-coleccao/os-albuns/

 

Ir + longe:

 

Cumprindo a regra de alternar uma aventura caseira com uma viagem, desta vez Astérix e Obélix rumam à Península Itálica, de que até agora apenas conheciam Roma, que visitaram em Astérix Gladiador (1964) e Os Louros de César (1972).

 

O pretexto? A participação numa corrida de quadrigas, organizada por Júlio César para provar a excelência das vias romanas - cujo estado, então como hoje, deixa muito a desejar, apesar de conduzirem sempre a Roma. A abertura aos povos do Mundo Conhecido, vai congregar, para além dos gauleses, godos, persas, bretões e outros, entre os quais uma dupla lusitana, com aparições recorrentes e um inesperado protagonismo final.

 

Depois de os retratarem, os autores do novo álbum vieram conhecê-los. Jean-Yves Ferri e Didier Conrad, respectivamente os novos argumentista e desenhador, observaram a edição portuguesa com toda a atenção.

 

Gostaram do que viram e estavam bem-dispostos para a primeira conversa sobre o seu terceiro Astérix. 

 

Actividades:

  • A Banda Desenhada faz parte dos curriculos de Lingua Portuguesa. Partindo dos vários posts em BlogdosCaloiros  e BlogSkidz  (FrancêsLE) poderão levar os alunos ao estudo da BD, bem como à comparação dos vários álbuns ( álbuns, e filmes) ao longo dos anos.
  • É evidente que não devem deixar de referir o site oficial Astérix  para que os alunos alarguem  conhecimentos sobre este fenómeno da banda desenhada francesa.

 

A Professora GSouto

 

02.11.2017

 

Licença Creative Commons

Boo ! Halloween : história e tradições !

 

 

Halloween-pinterest.jpg

 

 

Halloween

http://www.pinterest.com/

 

 

E esta noite celebra-se a noite de Halloween que começou por ser uma tradição celta. Os portugueses acolheram esta tradição, um pouco mais à semelhança de celebração americana com os mais novos a irem de casa em casa a dizer "Doce ou Travessura."

 

As abóboras, as teias de aranha e os chapéus de bruxa vêem em todas as montras. Por todo o país, há fantasmas, bruxas, zombies e vampiros.

 

"De uma tradição totalmente inexistente na sociedade portuguesa, o Halloween passou a ser um evento com relevância para as camadas mais jovens, e não só.

 

Mas será que todos conhecem a história do Dia das Bruxas que passou a estar inserida na nossa sociedade há alguns anos?

 

Como sempre, Google junta-se a esta celebração, e este ano podemos encontrar um Doodle interactivo (em vídeo) muito divertido que se foca sobre o eterno dilema da escolha da fantasia.

 

Se não são as bruxas, os lobisomens ou os duendes que nos perseguem a cada Halloween, a tarefa horrível de decidir o que vestir é complexa.

 

 

 

 

 

 

Os assustadores fantasmas da noite enfrentam também esse dilema? É o que o Doodle de hoje mostra com Jinx, o fantasma solitário, que se deixa arrastar nesta missãopara encontrar a fantasia perfeita - e um grupo de 'doçura ou travessura' para se juntar.

 

Jinx, o fantasma solitário, está preso nas garras da ansiedad na escolha do traje, incapaz de decidir a fantasia melhor para o Monster Mash. Jinx deveria ser uma bruxa? Uma múmia? Um astronauta? Um morcego? Ou um pirata?

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Morrendo para acertar na escolha e juntar-se ao grupo de "doçura ou travessura", o fantasma solitário sofre alguns episódios terríveis como perder o disfarce ou escolher a mumificação errada.

 

Depois de muitos insucessos o fantasma solitário roda em volta do grupo, usando uma folha como disfarce para esconder o constrangimento. Mas a folha de Jinx depressa é levada pelo vento.

 

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Jinx decide juntar-se a Momo (Halloween 2016) e aos outros truques ou fantasiados na rua. Não querendo assustar ninguém, o fantasma solitário agoniza sobre o traje ideal para se juntar aos outros, sofrendo alguns desaires. Mas por fim, lá é aceite.

 

 

 

 

Google doodle Halloween 2017

https://www.google.com/doodles/

 

Jinx descobre que não há necessidade de se assustar. Mas eis que o gupo de "doçura ou travessura" aceita o fantasma desmascarado e integra-o como um novo amigo, ajudando-o no disfarce.

 

 As criaturas assustadoras da noite enfrentam uma provação similar? O Doodle de hoje controla Jinx, o fantasma solitário, que se embarca em uma missão para encontrar a fantasia perfeita - e um lugar para pertencer.

 

Saber +

 

Das escolas às corridas temáticas, o Dia das Bruxas é festejado em todo o país. Muitas crianças juntam-se a outras crianças, algumas mais velhas, como a irmã,ou o irmão, ou os amigos do local onde vivem e vão bater à porta dos vizinhos a pedir "doces" e a ameaçar "travessuras" e esperam receber doces e guloseimas.

 

 

Halloween na Disneilândia (USA)

créditos: Paul Hiffmeyer/ Disneyland
http://www.lamag.com/culturefiles/

 

Esta é uma prática que ganhou maior dimensão nos últimos anos. Popularizado pelos Estados Unidos, este é, segundo os historiadores, um costume que teve origem numa tradição celta, o Samhain (fim do verão).

 

A festa começava no dia 31 de Outubro e durava três dias. Nesse dia, o povo acreditava que havia maior proximidade entre mortos e vivos. Os espíritos voltavam a casa para pedir comida, pelo que os familiares deixavam alimentos à porta.

 

 

 

Halloween na Disneilândia (USA)

créditos: Paul Hiffmeyer/ Disneyland
http://www.lamag.com/culturefiles/

 

Em 1845, a tradição viajou da Irlanda para a América do Norte, na sequência da Grande Fome. Nessa altura terá surgido a tradição moderna de trick-or-treat (doce ou travessura), que depois foi exportada para vários países.

 

Em Portugal já existia há vários séculos o "pedido de pão por Deus", que ainda resiste em algumas localidades rurais. Grupos de crianças saem à rua no dia 1 de Novembro e vão bater às portas e pedir bolos e dinheiro. Um costume que está relacionado com a tradição popular portuguesa de dar bolos secos a quem ajudou nas colheitas.

 

 Actividades:

 

Por cá, os mais novos andarão de porta em porta tentando assustar vizinhos e amigos, 'susto ou guloseima' para receberem guloseimas que acabam por lhes ser dadas, para manter a tradição, a fim de 'evitar o azar'.

 

Os mais velhos irão certamente reunir-se em festas com os amigos, claramente mascarados, ou então vendo uma sessão de cinema de terror.

 

BOOOO !

 

Divirtam-se !

 

A Professora GSouto

 

31.10.2017

 

Licença Creative Commons

Mês da Biblioteca Escolar : Concurso Ligando Comunidades e Culturas

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2017.jpg

 

Mês da Bilbioteca Escolar 2017

https://www.facebook.com/biblioteca.avp/

 

O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabeleceu o dia 23 de Outubro 2017 como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal.

 

Tema 2017:

 

"Ligando Comunidades e Culturas"

 

O tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE).

 

 

mes-inter-bibliot-escolar2017b.jpg

 

 Cartaz de escola

 

 

Durante o mês de Outubro, as bibliotecas escolares têm elaborado cartazes que assinalam o chamado MIBE, Mês Internacional da Biblioteca Escolar.

 

Pode ver os diferentes cartazes nas redes sociais seguindo a hashtag #MIBE2017

 

 Mas há um outro desafio colocado aos alunos. O concurso de ideias “Ligando comunidades e culturas”

que é uma iniciativa que a RBE lança este ano para assinalar o MIBE. 

 

Claro que este desafio só poderá ter sucesso se os alunos gostarem de ler e assim chegar até diferentes culturas.

 

 

 

Mês Internacional das Bibliotecas

http://blogue.rbe.mec.pt/

 

Objectivo:

 

O objetivo principal é fomentar um debate em torno do tema "Ligando Comunidades e Culturas". Desse debate surgirão as ideias-chave e as estratégias para que a biblioteca se apresente como o lugar onde se ligam comunidades e culturas.

 

O desafio consiste na criação de um jogo original que permita aos utilizadores da biblioteca abordar a temática proposta para o MIBE, de uma forma sugestiva e lúdica. 

 

Os participantes deverão seguir com rigor  o Regulamento e orientações disponível no site da RBE.

 

 

 

 

 

Prazo:

 

Até 3 de Novembro 2017.

 

Os alunos são desafiados com o apoio de seus professores curriculares a reflecir, pôr a sua criatividade em acção e apresentar uma ideia.

 

Ficha de Inscrição:

 

A ficha de inscrição deverá ser preenchida aqui

 

 

 

Teresa Calçada ex-coordenadora da RBE

https://www.bad.pt/

 

Ideia vencedora

 

À melhor ideia será atribuído o Prémio Teresa Calçada.

 

Além deste desafio, as bibliotecas devem também aproveitar as propostas da IASL que constam da página dedicada ao ISLM (International School Library Month): Skype project; Bookmark Exchange Project; GiggleIT e partilha de atividades (What people are doing for ISLM).

 

Para todos, muito força e criatividade que é uma capacidade que não vos falta!

 

A Professora GSouto

 

21.10.2017

 

 Licença Creative Commons

 

Mulheres repórteres de guerra : Clare Hollingworth !

 

 

 

 

Google doodle 106º Aniversário de Clare Hollingworth

https://www.google.com/doodles/

 

Clare Hollingworth (1911-2017) foi uma jornalista e autora inglesa. Ela foi a primeira correspondente de guerra. Foi Clare Hollingworth que deu a notícia do início da II Guerra Mundial, descrita como "o exclusivo do século".

 

Google homenageou-a hoje, dia 10 Outubro, com um Doodle, dando relevo assim  à figura de uma das jornalistas mais inspiradoras e pioneiras do mundo devido aos seus importantes contributos na cobertura da Segunda Guerra Mundial.

 

Clare Hollingworth, uma mulher apaixonada pela aventura. Clare morreu em Janeiro deste ano, 2017, com 105 anos.

 

O Doodle desta terça-feira assinala o 106º aniversário do nascimento de Clare Hollingworth. A Googleresolveu prestar esta homenagem à jornalista inglesa devido aos seus importantes contributos na cobertura da Segunda Guerra Mundial.

 

Saber + 

 

Com 27 anos, Clare decidiu que queria ser jornalista (1939). Trabalhava há poucos dias no jornal britânico Daily Telegraph, quando foi enviada para o sul da Polóniaonde todas as fronteiras tinham sido fechadas. Só veículos diplomáticas tinham autorização para passar.

 

 

 

manchete da notícia que Clare Hollingworth deu ao mundo a notícia de que a guerra estava a começar

 

 

Por iniciativa própria, pediu emprestado um carro do consulado britânico para tentar entrar no país que estava ocupado pelas tropas alemãs.  E quando viajava da Polónia para a Alemanha, viu e relatou forças alemãs reunidas na fronteira polonesa.

 

Três dias depois, Clare foi a primeira repórter de guerra a informar o mundo sobre a invasão alemã da Polónia.

 

 

 

 

 Ir + longe:

 

A 29 de agosto de 1939a sua história fez manchete no Daily Telegraph com o título “1000 tanques reunidos na fronteira da Polónia”, onde descrevia que a artilharia alemã estava preparada para invadir aquele país. A invasão da Polónia pelas tropas nazis marcou o início da II Guerra Mundial. 

 

Em 2014, a jornalista deu uma entrevista ao The Telegraph onde explicou que era muito nova na altura e que a sua missão era simplesmente cuidar dos refugiados, dos surdos e dos mudos. A guerra limitou-se a surgir enquanto ela ali estava.

 

 

 

Clare Hollingworth

créditos: Clare Hollingworth Collection

http://www.bbc.com/news/uk-13960347

 

Hollingworth costumava dizer que ela era mais feliz quando percorria o mundo, viajando rapidamente e pronta para o perigo. Este espírito levou-a a ter muitos exclusivos, desde o trabalho com refugiados judeus na Polónia, passando pela cobertura das guerras civis grega e argelina, a ser a primeira pessoa a entrevistar Mohammed Reza Pahlavi, o xá do Irão.

 

Passou grande parte da sua vida na linha da frente de vários conflitos, incluindo os do Médio Oriente, norte de África ou Vietname. Nos últimos 40 anos viveu em Hong Kongonde morreu aos 105 anos de idade, em Janeiro de 2017.

 

Recebeu inúmeros prémios. Embora grande parte dos seus primeiros trabalhos não tenha sido oficialmente atribuídos a ela, a experiência de Hollingworth e o trajecto da sua carreira levaram-na a ganhar o Prémio Mulher Jornalista do Ano, o Prémio James Cameron para o Jornalismo e um prémio de realização de vida da instituição O Que os Jornais Dizem.

 

Chegou a ser nomeada oficial da Ordem do Império Britânico pela rainha Isabel II.

 

 

 

Clare Hollingworth

http://www.abc.net.au/news/

 

Actividades:

 

  • Os alunos poderão fazer pesquisa sobre mulheres repórteres de guerra portuguesas e estrangeiras, dando início a um Jornal de Parede sobre a temática;
  • Há duas jornalistas portuguesas que são ou foram repórteres dee guerra: Maria João Ruela (foi ferida numa reportagem de guerra) e Cândida Pinto, ainda no activo, sendo agora comentadora em assuntos de guerra pela sua vasta experiência;
  • Sugerir aos alunos a possibilidade de fazer uma entrevista a uma das duas jornalistas via Skipe numa das aulas curriculares, depois de prévia readacção das perguntas da entrevista, sendo seleccionadas as melhores perguntas, e posterior alinhamento da entrevista.

 

 Como vêm, o acesso das mulheres a profissões de risco são uma realidade. Nada como seguir os seus sonhos, seja qual for a profissão. Não queremos mulheres só ba ciência e tecnologias. Queremos mulheres também nas humanidades.

 

A Professora GSouto

 

10.10.2017

 

Licença Creative Commons

Dia Mundial da Música : vamos participar ?

 

 

dia-mundial-musica3.jpg

 

créditos: Autor não identificado

 

"A vida, sem música, seria um erro."

 

Friedrich Nietzsche

 

Pois é! Hoje celebra-se o Dia Mundial da Música. Anualmente, dia 1 de Outubro é celebrado o Dia Mundial da Música.

 

Saber +

 

A data foi instituída em 1975 pelo International Music Council, uma instituição fundada em 1949 pela UNESCO, que agrega vários organismos e individualidades do mundo da música.

 

 

 

créditos: Autor não identificado

 

 

Objectivos?

 

  • Promover a arte musical em todos os setores da sociedade;
  • Divulgar a diversidade musical;
  • Aplicação dos ideais da UNESCO como a paz e amizade entre as pessoas, a evolução das culturas e a troca de experiências.

 

Neste dia decorrem vários concertos em todo o país, de modo a celebrar o Dia Mundial da Música. Muitos destes concertos são de entrada livre.

 

Um dia ideal para ir a concertos, comprar CDs, um insrumento musical, uma vez que há lojas apresentam descontos em artigos de música.

 

 

 

António Rosado & Filipe Quaresma

créditos: Museu da Música

http://www.museunacionaldamusica.gov.pt/

 

 

O Museu da Música, em Lisboa, celebra o Dia Internacional da Música, neste domingo, com diferentes iniciativas, destacando-se um concerto com instrumentos históricos pelo violoncelista Filipe Quaresma e o pianista António Rosado, que apresentam um novo CD: "Sonatas for cello and piano - Luís de Freitas Branco / César Franck".

 

Entrada livre.

 

 

créditos: Museu da Música

http://www.museunacionaldamusica.gov.pt/

 

Consultar outras actividades aqui

 

Vou, no entanto deter-me pelos concertos e actividades pedagógicas da Casa da Música, já que têm lugar na cidade.

 

Dia Mundial da Música é comemorado na Casa da Música ao longo do dia com várias actividades musicais para todas as idades e gostos.

 

 

 

créditos Casa da Música

http://www.casadamusica.com/pt/

 

Actividades:

 

Na Praça da Casa da Música, o projecto Som da Rua, interpreta um repertório cheio de energia, intensidade emocional e desejo de encontro.

 

Consultar horários aqui

 

dia-mundial-musica6.jpg

 

créditos Casa da Música

http://www.casadamusica.com/pt/agenda/2017/

 

Em A Invenção do Dia Claro, de Almada Negreiros, começa a menina a cantar ao ver tangerinas a rolar: tam/ tam-tam/ tanque/ estanque/ tangerina bola/ tangerina bóia/ tangerina ina/ tangerininha/ pacote rôto/ batuque nú/ quintal da nora

 

Agora são os participantes a inventar o que já foi inventado, dando vida a palavras e sons de sabor doce e fresco.

 

Workshop Primeiros Sons: Oficinas destinadas a bebés e crianças até aos 6 anos de idade (com participação dos acompanhantes adultos) que promovem o encontro criativo com sons, ritmos e movimento.

 

Consultar horários aqui

 

 

dia-mundial-musica5.jpg

 

créditos Casa da Música

http://www.casadamusica.com/pt/agenda/2017/

 

Na Sala Suggia, o som do grandioso e comovente War Requiem, de Benjamin Britten, que apadrinha a estreia do Coro Infantil Casa da Música, simbolicamente apresentado nesta data, ao lado do Coro Nacional de Espanha e da Orquestra Sinfónica vão dar-nos a ouvir "uma obra simultaneamente majestosa e íntima, que teve grande sucesso e continua a celebrar-se regularmente em todo o mundo".

 

Ver horário aqui

 

A música é uma arte amada por milhões de pessoas espalhadas por todo o mundo, fazendo parte do nosso quotidiano. A música pode unir pessoas do mundo inteiro - várias actividades têm tido ao longo do anos.

 

É considerada um elemento imprescindível ao ser humano.

 

Não deixes de participar no Dia da Música. Todas as actividades são bem vindas.

 

"Onde as palavras falham, a música fala."

 

Hans Christian Andersen

 

A Professora GSouto

 

01.10.2017

 

Licença Creative Commons

Parabéns Google ! Adoramos as actividades !

 

 

 

 

Google Doodle 19º Aniversário da Google 

https://www.google.com/doodles/

 

O motor de pesquisa Google faz hoje, quarta-feira, dia 27 Setembro, 19 anos. E na sua página inicial, presenteia-nos com um Doodle comemorativo do seu próprio aniversário.

 

Verdade! Este ano de 2017, Google faz 19 anos. E, nestas quase duas décadas de existência, tornámo-nos completamente dependentes desta porta para pesquisar qualquer tema. Gráudos e miúdos, todos temos tendência de googlar algum assunto que que desconhemos ou queremos aprfundar.

 

Para celebrar o aniversário, o motor de busca utilizou o seu já famoso recurso, tantas vezes didáctico, o Doodle, que normalmente celebrar uma efeméride ou acontecimento.

 

 

Google Doodle 19º Aniversário da Google 

https://www.google.com/doodles/

 

Saber +

 

Google nasceu da ideia de dois alunos da Universidade de Stanford, Larry Page e Sergey Brin, em 1996.

 

Em 1997, um dos cofundadores da Google, Larry Page, acabara de chegar à Universidade de Stanford para prosseguir o seu doutoramento em informática. De todos os alunos da universidade, o outro cofundador da Google, Sergey Brin, foi aleatoriamente designado para mostrar a todos a Página Inicial. Este encontro casual foi a feliz surpresa que começou tudo.

 

 

Cofundadores Google Larry Page & Sergey Brin

créditos: Corbis

https://www.thesun.co.uk/news/

 

O primeiro escritório foi numa garagem e dois anos depois, em 1998, um investimento de 100 mil dólares do co-fundador da Sun Microsystems lançou o projecto definitivamente.

 

“A partir daí, os dois juntaram-se com um objectivo comum em mente: organizar a informação do mundo e torná-la acessível e útil universalmente, um mantra que viria a transformar-se na ‘declaração de princípios’ da Google”.

 

O nome escolhido, Google, é inspirado na palavra 'googol', que significa “um seguido de cem zeros” e porquê? Era o número de pessoas a que Larry Page e Sergey Brin ambicionavam chegar. 

 

Hoje, a Google chega a 4,5 mil milhões de pessoas em 160 países, num total de 123 idiomas em todo o mundo. Seja para aceder ao e-mail ou simplesmente para ver em que ano Steven Spielberg realizou “A Lista de Schindler”, a verdade é que já não passamos sem o Google.

Mas voltemos ao Doodle do seu 19ª Aniversário:

 

 

 

 

Esta quarta-feira, o acontecimento são os 19 anos da Google! Pois claro! A equipe de doodlers criou  uma Roleta de Surpresas com 19 jogos ou actividades. Desde o típico jogo do galo ao mítico Snake, passando por jogos old school e até um exercício de respiração, basta girar a roda para saltar entre as várias surpresas e descobrir várias coisas.

 

Os alunos vão adorar! Até eu gosto! Então vamos lá ver as surpresas.

 

Ao clicar no Doodle interativo para fazer rodar a roleta, os alunos podem explorar 19 surpresas lançadas nos últimos 19 anos, incluindo logotipos especiais históricos, Easter eggs, uma adaptação do Snake entre outros.

 

Actividades fun:

 

Ao clicar no Doodle interativo para fazer rodar a roleta, os alunos podem explorar 19 surpresas lançadas nos últimos 19 anos, incluindo logotipos especiais históricos, Easter eggs, uma adaptação do Snake entre outros.

 

 

Google 19º Aniversário

https://www.google.com/doodles/

 

Cabe-te agora o prazer de descobrir as actividades. Basta rodares a roleta...

 

Para a maioria das pessoas, escolher os jogos é um jogo de azar inicialmente divertido, mas um pouco cansativo? Depende quando  giras a roleta, é provável que consigas repetidamente um jogo que não aprecies, como poderás apanhar um que gostes! Jogo é jogo.

 

Poderíamos viver sem o Google? Sim... mas não seria a mesma coisa! Certo?

 

A Professora GSouto

 

27.09.2017

 

Licença Creative Commons

 

Dia Europeu das Línguas 2017 : Sejamos plurilingues !

 

 

 

Dia Europeu das Línguas

http://edl.ecml.at/

 

O Dia Europeu das Línguas (DEL), instituído no Ano Europeu das Línguas 2001 por iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, tem por objetivo celebrar e preservar a diversidade linguística como uma riqueza do património comum da Europa.

 

 

 

Dia Europeu das Línguas

https://ec.europa.eu/education/

 

 

Foi há doze anos que participámos pela primeira vez no Dia Europeu das Línguas, 2005. Era a primeira geração da que então se denominava 'nativos digitais'. Eram muito jovens, tinham acabavam de entrar na escola. Mas os telemóveis já vinham nos seus bolsos.

 

E aderiram de imediato, entusiasmados, à criação deste blogue  para a demontração/ publicação das suas actividades na promover das línguas europeias.

 

Neste 16º aniversário especialmente dedicado à inovação na aprendizagem e no ensino das línguas, é  a ocasião perfeita para sublinhar o imenso valor da diversidade cultural europeia.

 

  • mais de 200 European languages
  • 24 UE oficial línguas
  • cerca de 60 línguas regionais/ minoritárias 
  • e muitos mais faladas por povos de diferentes continentes.

 

 

 

Saber + 

 

Por toda a Europa, 800 milhões de Europeus dos 47 estados-membros do Conselho da Europa são encorajados a aprender mais do que uma língua estrangeira, em qualquer idade, dentro e fora da escola.

 

O Conselho da Europa promove o plurilinguismo em todo o continente, com base na convicção de que a diversidade linguística é uma via para alcançar uma maior compreensão intercultural e um elemento-chave da riqueza do património cultural da Europa.

 

 

 

 Tongue twisters

https://www.facebook.com/EuropeanDayofLanguages/

 

Domingo/ Fun-Dia: faltam e dias para o DEL 2017. Língua? Alemão. E que quer dizer a frase?

 

'Two black slimy snakes sit between two pointed stones and hiss'. (em inglês). Queresa aprender outras expressões em diferentes línguas? Vai a Tongue Twisters

 

 

Tongue Twisters

http://edl.ecml.at/LanguageFun/Tonguetwisters/

 

Para mais informações e organização de actividades em torno do DEL 2017, sugere-se a consulta do website EDL, onde poderão encontrar informação detalhada em 36 línguas, incluindo em Português.

 

 

Educadores:

 

Solcita-se a todos os estabelecimentos escolares o registo das respectivas atividades no calendário online disponível no site EDL

 

Este calendário foi criado pelo Conselho da Europa especificamente para este efeito e inclui um mapa através do qual é possível verificarmos  que acividades vão ser desenvolvidas, quando e onde.

 

 

 

 

 

Salienta-se ainda a actividade Recorde mundial do Dia Europeu das Línguas. Em que consiste? Os alunos gravam um pequeno vídeo sobre o tema 'Eu adoro (uma língua à escolha) porque... e aí explicam por que gostam de uma língua (ou línguas) em particular.  

 

 

http://edl.ecml.at/Portals/33/documents/flyer/EDL-

 

  • O vídeo pode ser gravado em qualquer língua e pode ser sobre uma ou várias línguas;
  • Pode envolver um indivíduo, um grupo ou uma turma;
  • Não deve ter mais do que 10-20 segundos de duração e ser filmado em formato de paisagem.

 

Sejam Cri@tivos! Podem cantar, dançar, cantar rap, gritar, sussurrar, escrever, desenhar, construir…

 

Prazo:

 

Até 30 de setembro 2017

 

Podem descarregar o Flyer aqui (pdf)

 

 

 

 

Actividades +

 

  • Palavra mais longa - Longest Words - the Germans are renowned for their love of long words, but they are not the only ones who like to create complex compound words as nouns. The Ancient Greek playwright Aristophanes coined the 183 lettered (em inglês)

 

Vá lá! Não há nenhuma expressão em Português? Será que temos? Nada como tentar...

 

  • Celebridades - Celebrities speaking languages - Many successful people speak various languages. Not only does it help in their job, it also opens the door to understanding different cultures and enjoying other countries much deeper.

 And if that was not enough yet: studies have been showing that speaking several languages is one of the best exercises your brain can get. (em inglês)

 

Celebrem o Dia Europeu das Línguas nas vossas escolas. Se as professoras de línguas não propuseram actividades, sejam proactivos e solicitem a vossa participação em grupos ou grupo/ turma.

 

A Professora GSouto

 

24.09.2017

 

Licença Creative Commons